Como sabemos o que sabemos hoje: O estudo das fontes no contexto das práticas performativas

PrintPrint

Enquadramento

Esta formação no âmbito do estudo de fontes no contexto da performance musical foca elementos fundamentais do desenvolvimento artístico e cultural do educador e tem bifurcações diretas nas artes plásticas, som e música.

 

Objetivos

Esta formação está desenhada para promover e desenvolver o sentido analítico e crítico da música nos dias de hoje e as suas ligações com o passado (o passado que educa o presente). Esta formação vem fornecer uma coleção eclética de utensílios pedagógicos de forma a melhorar a atividade performativa e artística assim como o desempenho em sala de aula, quer nas atividades de música em grupo ou aula individual de uma forma a proporcionar uma performance historicamente mais informada.

Os pontos principais:

  1. O tratamento de fontes primárias e fontes secundarias no contexto do ensino da música/ performance;
  2. Conhecimento dos principais tratados de musicologia e prática instrumental desde o séc. XVI e as suas ligações com as metodologias e práticas correntes;
  3. As ligações entre as várias formas/ manifestações  de artes, com principal foco nas fontes iconográficas no entendimento e desenvolvimento das práticas musicais contemporâneas e atuais;
  4. A importância dos instrumentos históricos, a sua preservação e restauro e o papel das novas tecnologias;
  5. A importância das gravações históricas na práticas musicais atuais.

 

Modelo Pedagógico

Esta formação é lecionada em grupo. Os temas serão divididos em seis sessões planeadas de forma a permitir uma aquisição de elementos fundamentais para apresentação para os pares na última sessão.
Sessão 1 e 2 - As sessões partem de uma análise geral da importância e pertinência do estudo das fontes no contexto histórico, criativo artístico e performativo na primeira e segunda sessões. Desta forma, são introduzidas, as ferramentas base para a compreensão dos níveis político-sociais, culturais, religiosos e pedagógicos das fontes na produção artística e performativa contemporâneas.  Estas sessões vão permitir que os alunos possam fazer uma interpretação/ oferecer uma performance/ ou incluir nas suas aulas uma componente performativa com carácter histórico mais informativo.
Sessões 3 e 4 - As sessões 3 e 4 tem um carácter mais prático e aberto a analise e discussão de obras iconográficas, desde a renascença aos dias de hoje, passando por uma analise da importância dos instrumentos históricos, o seu estudo, conservação e restauro e prática. Estas sessões vão permitir uma visão mais vasta da interpretação musical e as suas ligações a outras artes.
Sessão 5 – De forma quase cronológica os alunos são convidados e analisar e contextualizar as várias noções adquiridas de fontes (bibliográfico, iconográfico e instrumental) com elemento sonoro, desde as primeiras gravações em cilindro, passando pelos discos até aos dias de hoje. Os alunos irão desenvolver um sentido mais critico e analítico do som/ gravação e a sua importância histórica.
A apresentação para os pares tem um carácter extremamente importante no tratamento das várias componentes estudadas e na forma como cada aluno escolhe o seu tema/fontes de acordo com  o seu instrumento ou área performativa.

Área de Estudos: 
Artes
Grau de Ensino: 
Formação Avançada
ECTS: 
1
Campus: 
Campus Foz
Destinatários: 

Professores de música do ensino especializado de música (secundário);
Músicos;

Horários: 

25 Horas

6 sessões de 4 horas

Propinas: 

190 €

20 Vagas

Coordenação: 

Coordenação Curso: Rui Pedro Alves
 

Contactos: 

Estudos Avançados e Formação
Tel: 22 619 62 02 / 43
formacao.avancada@porto.ucp.pt

Universidade Católica Portuguesa
Rua Diogo Botelho, 1327 | 4169-005 Porto