ESEnfIC

A Escola de Enfermagem da Imaculada Conceição (ESEnfIC) e a integração na UCP

Para a concretização de uma obra, de um sonho ou de um ideal, não basta a motivação extrínseca, baseada em sistemas atrativos de remuneração. É necessário ir mais longe e fazer funcionar fatores de motivação intrínseca, designadamente a possibilidade de colocar ao serviço do sonho a criatividade, o dinamismo, a vontade e a dedicação capazes de permitir a sua realização plena. O sucesso da ESENFIC baseou-se essencialmente no conhecimento, na criatividade e na dedicação a esta causa, por parte do corpo social que a fez viver, durante tantos anos. 

A Escola Superior de Enfermagem da Imaculada Conceição, ao ser transmitida para a UCP em 2006, contava mais de 70 anos de atividade. Embora começasse a funcionar como Escola em 1935, o alvará nº 265 de 30 de Outubro de 1937 reconheceu-a com o nome de “Instituto de Ensino de Enfermagem da Associação das Franciscanas Hospitaleiras Portuguesas”.

Em 1993, a ESEnfIC e outras Escolas de Enfermagem e de Educação Católicas, iniciaram uma aproximação à UCP.

Em 1998 a aproximação intensificou-se através da Escola Superior de Biotecnologia,  mas foi adiada por várias razões.

Em janeiro de 2001, O Reitor da UCP (Professor Doutor Manuel Braga da Cruz) solicitou à ESENFIC a colaboração da Professora Margarida M. Vieira, docente desta Escola, para participar no “grupo de reflexão” para a criação de uma Faculdade na área da saúde, que veio a resultar na criação do Instituto de Ciências da Saúde, em Janeiro de 2004. 

Os docentes da ESENFIC começaram a colaborar na lecionação dos cursos de enfermagem então criados na Escola Superior de Biotecnologia (Licenciatura e Mestrado em Enfermagem) após a assinatura do protocolo assinado em 8 de outubro de 2004, a partir do qual se iniciaram as conversações para a integração da Escola Superior de Enfermagem da Imaculada Conceição na UCP.  Com a assinatura do protocolo, intensificou-se a cooperação institucional, tendo a Doutora Margarida Vieira assumido a coordenação nacional da formação em enfermagem na UCP, incluindo do curso de doutoramento iniciado em Lisboa em maio de 2005, ainda docente da ESEnfIC. 

O contrato de transmissão da escola para a UCP foi assinado em 15 de setembro de 2006, com efeitos a 1 de outubro. Através deste contrato, a Congregação das Irmãs Hospitaleiras da Imaculada Conceição cedeu à UCP a Escola Superior de Enfermagem da Imaculada Conceição, com todos os recursos humanos (16 Docentes e 9 funcionários e estudantes), todo o equipamento técnico e biblioteca e, sobretudo, 71 anos de história e de grandes realizações no mundo da Saúde e da Enfermagem em particular.  

Neste processo, confirmou-se que “quando há vontade, não falta caminho”. A comunicação e o entendimento, a motivação mútua, foram instrumentos privilegiados para ultrapassar dificuldades e enfrentar os desafios colocados à Escola Superior de Enfermagem que se integrava numa instituição universitária, e à Universidade Católica Portuguesa, que integrava uma escola de natureza politécnica, fazendo deste caminho uma história de sucesso.

Irmã Regina Teixeira de Sousa (última Diretora da ESEnfIC)

 

Cursos lecionados na ESEnfIC

CURSOS LECIONADOS NA ESENFIC Diplomados ANO
Curso Geral de Enfermagem 734 1937/1992
Curso Auxiliar de Enfermagem 745 1951/1975
Curso de Enfermagem Intensivo (para religiosas) 107 1956/1958
Curso de Bacharelato em Enfermagem 376 1990/1997
Curso de Estudos Superiores de Especializados em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria 55

1995/1998

Curso de Estudos Superiores Especializados em Administração de Serviços Enfermagem 23 1998/2000
Curso de Licenciatura em Enfermagem 303 1999/2006
Ano Complementar de Enfermagem 179 1999/2002
Curso de Complemento de Formação em Enfermagem 360 1999/2004
Curso Pós-Licenciatura de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica 60 2004/2006
Curso Pós-Licenciatura de Especialização em Enfermagem Comunitária 30 2005/2006
TOTAL 2972